A história de Paulo Gracindo se confunde com a história da comunicação no Brasil. Apesar de nascido no Rio de Janeiro, viveu em Maceió até os 20 anos. De volta à cidade maravilhosa, destacou-se por sua voz marcante e fez sucesso no teatro e no rádio, onde atuou como apresentador e ator de radionovelas. Na TV, sua popularidade atingiu o auge durante as décadas de 70 e 80, quando deu vida a personagens marcantes como o bicheiro Tucão, da novela “Bandeira 2”, e o deliciosamente corrupto Odorico Paraguaçu, da novela “O Bem-Amado”. Clique aqui e continue.